Benedita da Silva, Erica Malunguinho e Renata Souza discutirão o feminismo negro na política



Compondo mais um painel de “Uma revolução chamada Carolina”, teremos a mesa “O Brasil precisa ser dirigido por quem passou fome”, com Benedita da Silva, Erica Malunguinho, Renata Souza, e mediação de Dani Balbi.


Esse debate irá percorrer os caminhos do feminismo negro na política. Cada uma das palestrantes sacudiu a política à sua própria maneira, seja pelo pioneirismo ou posicionamentos adotados. Na discussão, a política brasileira será contada por intermédio dessas mulheres negras que cada vez mais têm potencial de promover mudanças.


Benedita da Silva foi a primeira mulher negra e favelada a ser eleita para o cargo de Senadora, e desde então desafia estatísticas ocupando espaços. Erica Malunguinho também rompe com o status quo ao ter se tornado a primeira mulher trans a ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa, além de ter fundado o Aparelha Luzia, quilombo urbano responsável por fomentar debates e disseminação da cultura entre artistas e intelectuais negros e a sociedade civil. Já Renata Souza vem como contemporânea de Marielle Franco, representando uma das sementes de seu legado. 👊🏿


A mediação será feita por Dani Balbi, primeira mulher trans negra a dar aulas na UFRJ. Nesse contexto, a frase “O Brasil precisa ser dirigido por quem passou fome” dita por Carolina Maria de Jesus em “O Quarto de Despejo” dialoga com a proposta dessas mulheres negras que ocupam espaços na política atual, e seguem na busca por um Brasil mais representativo.



Próxima terça-feira, dia 23 de Junho, às 19h no Facebook e YouTube da Flup!

13 visualizações

© 2020  FLUP-Festa Literária das Periferias