Pretoguês - A linguagem e reinvenção afro-brasileira como ato político


No próximo Sábado, dia 03 de Outubro, teremos uma conversa on-line entre Dione Carlos, Rosana Paulino e Roberta Estrela D’Alva ❤️ “Pretoguês - A linguagem e reinvenção afro-brasileira como ato político” diz respeito à ideia de reinvenção cultural, constitutiva da elaboração da cultura afro-brasileira.


Pra escurecer essa ideia, trago um trecho de uma das publicações de Lélia Gonzalez conceituando o termo: “[...] aquilo que chamo de ‘pretoguês’ e que nada mais é do que marca de africanização do português falado no Brasil [...], é facilmente constatável sobretudo no espanhol da região caribenha. O caráter tonal e rítmico das línguas africanas trazidas para o Novo Mundo, além da ausência de certas consoantes (como o l ou o r, por exemplo), apontam para um aspecto pouco explorado da influência negra na formação histórico-cultural do continente como um todo (e isto sem falar nos dialetos ‘crioulos’ do Caribe).”


A necessidade de reinvenção e subversão está presente na obra da Lélia como um todo, e de maneira específica no conceito de Pretoguês. Se você ficou curiose pra saber mais, cola comigo no próximo fim de semana! Vai ser um bate-papo incrível.


SÁBADO, ÀS 19H, no YOUTUBE e FACEBOOK da Flup! 🗣📲



📍Acessibilidade: Ei, galera! Durante as lives é só acionar a opção de legendagem no vídeo.

© 2020  FLUP-Festa Literária das Periferias