outubro

Flup 2020: Solenidade de abertura 

 

 

Cerimônia de abertura solene da Festa Literária das Periferias de 2020

Flup 2020: Por um Feminismo Afrolat

Flávia Rios e Márcia Lima

Mediação: Alex Ratts

Organizadoras da coletânea recém-publicada pela Editora Zahar falam do legado de Lélia Gonzalez, que criou as bases do feminismo negro no Brasil e é uma das autoras homenageadas da nona edição da Flup.

Flup 2020: Exibição do documentário 

Filme de Bruno F. Duarte e Silvana Bahia

Direção de produção: Erika Candido

Realização: Flup

O filme traz narrativas de jovens negros que falam sobre a experiência de passar pela universidade no Brasil após mais de uma década de políticas afirmativas na educação.

Flup 2020: Slam Cúir

Chave A: Patricia Meira, Luiza Loroza, Bicha Poética e Maya Dourado

Chave B: Abigail Campos, Márcio Rufino, Auritha Tabajara e Patrícia Naia

Chave C: Leo Castilho, 2Z, Ana Moura e Julian

Chave D: Nega Preto, Nivea Sabino, Bixarte e Natália Pagot

Flup 2020: Slam Cúir

1º colocades das chaves A e C + 2º colocades das chaves B e D

Flup 2020: Lélia Gonzalez e o 

Carla Akotirene e Djamila Ribeiro

Mediação: Flávia Oliveira

Algumas das principais feministas negras brasileiras se reúnem para debater o legado de Lélia Gonzalez, ancestral na qual todas elas se inspiram para tornar ainda mais potente um movimento social que certamente é o mais importante no Brasil. 

 

Flup 2020: Lélia Gonzalez e o 

1º colocades das chaves B e D + 2º colocades das chaves A e C

Flup 2020: Lélia Gonzalez e o 

Elisiane dos Santos e Kari Guajajara

Mediação: Eugênio Lima

Ativistas com relevante militância no campo dos direitos humanos, uma indígena e a outra negra, discutem as estratégias possíveis para que seus povos não sejam reduzidos à violência do estado genocida. Existe uma agenda de lutas comum às pessoas indígenas e negras?

BOX FLUP 2020_P.png

© 2020  FLUP-Festa Literária das Periferias